Mostrando arquivos em "Caatinga"
dez
3
2013

Você conhece o Gongo?

Basta chover e os Gongos aparecem aos montes. Ao sentir-se ameaçado o danado enrola todinho. O texto abaixo tem como fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Dipl%C3%B3pode Diplópode (ou diplópodo, milípede ) é qualquer organismo da classe Diplopoda do filo dos Artrópodes que inclui os embuás, mudo-de-cois, piolhos-de-cobra e gongôlos (no sul de Moçambique, congolote). São vulgarmente conhecidos em Portugal […]

nov
28
2013

Flor do Maracujá do Mato

Olhe só a beleza da flor do Maracujá do Mato (Passiflora cincinnata), ou Maracujá da Caatinga. Uma planta resistente a seca. Nasce pela Caatinga, em certos locais produz bastante. O suco é de coloração branca, uma delícia, porém é mais forte do que o suco do maracujá amarelo, ótimo para quem quer tirar um cochilo após […]

nov
27
2013

Também temos Pequi em Paramirim

O Pequi (Caryocar brasiliense; Caryocaraceae) é uma árvore nativa do cerrado brasileiro, mas em Paramirim a encontramos em alguns locais. Estivemos no último domingo, dia 24 de novembro de 2013, na comunidade de Sítio da Cruz, cerca de trinta e três quilômetros da Sede do Município. Sobre a serra há um chapadão, neste plano a […]

nov
26
2013

Sertão está na alma e no coração

Um gosto excêntrico, ácido, amargo, desigual. O Sertão expele aromas característicos, do frescor das primeiras chuvas, do mato verde apanhando dos raios solares, das flores a alcoolizarem os insetos e beija-flores. As suas imagens se sucedem como em um mundo em franca ebulição, efervescência de cores e formas. A textura do seres desvenda a força, […]

nov
24
2013

A beleza da flor do mandacaru

“Mandacaru quando flora lá na seca, é o sinal que a chuva chega no Sertão” Luiz Gonzaga cantou a bela melodia. Nesta semana encontramos esta maravilhosa flor do mandacaru totalmente aberta. Ela somente se dá ao luxo de abrir e mostrar toda a beleza no período da noite. Se o mandacaru flora na seca, então […]

nov
22
2013

Espantalho em roça de palma

Andando pelos caminhos do nosso majestoso Sertão, volta e meia, deparamo-nos com fatos que fere a mesmice das coisas. O que um espantalho estaria a fazer em um roçado de palma? O artista soube dá traços de vida ao boneco, desta forma, roubaram-nos a atenção. Está naquele pedacinho de terra a alegrar os passantes, por […]

Páginas:«1...215216217218219220221...229»