out
2
2017

Começou no domingo o décimo Censo Agropecuário

10º Censo Agropecuário vai atualizar retrato do setor, que representa quase 8,0% da economia baiana

Após dez anos, o IBGE realizará em todo o país, a partir de 1º de outubro de 2017, um novo Censo Agropecuário.

O Censo Agro é o principal e mais completo levantamento de dados sobre a produção agropecuária, florestal e aquícola brasileira. Vai visitar, até fevereiro de 2018, cerca de 5,3 milhões de estabelecimentos em todo o país, por volta de 750 mil deles na Bahia.

Será a 10ª edição dessa pesquisa fundamental para atualizar, no máximo detalhamento geográfico possível, informações indispensáveis sobre um dos setores mais importantes da economia nacional e baiana. A agropecuária representa 5,5% do PIB brasileiro (2016) e 7,9% do PIB da Bahia (2014).

O Censo Agro irá visitar todas as fazendas, sítios, roças, pequenas plantações e criadouros. Serão coletados dados sobre o total de estabelecimentos, sua área, o quê e quanto produzem, o valor dessa produção, utilização de mão-de-obra e as características das pessoas que trabalham nesses locais, distribuição e uso das terras, emprego de irrigação, utilização de agrotóxicos, entre outros temas.

Na operação censitária, o IBGE contará com seus servidores e mais cerca de 26 mil pessoas (sendo aproximadamente 19 mil recenseadores) selecionadas especificamente para a pesquisa. Por volta de 3.150 desses colaboradores foram contratados na Bahia, a grande maioria no interior do estado.

O projeto do Censo Agropecuário 2017 incorpora as mais modernas técnicas de atualização cartográfica e geoposicionamento. Toda a coleta será feita por  questionário eletrônico, em dispositivos móveis (DMCs), o que facilita o trabalho e permite melhorias na qualidade da informação nos controles da cobertura territorial.

As informações coletadas IBGE são completamente confidenciais, protegidas pela Lei do Sigilo Estatístico, e não podem nem identificar os informantes, nem ser compartilhadas com nenhuma instituição pública ou privada. Os resultados do Censo Agro começarão a ser conhecidos em meados de 2018.

Dimensão da operação é principal desafio na Bahia

A principal característica e desafio do Censo Agro na Bahia é a dimensão da operação.

A Bahia tem o maior número de setores rurais, 12.117 (11,2% do total), ou seja, é o estado mais rural do país. Tem também o maior número de estabelecimentos agropecuários a serem recenseados, pouco mais de 750 mil, o equivalente a 15% do total do país.

Justamente por isso, tem o maior número de recenseadores, cerca de 2.400 ou 13% de todos os que trabalharão no Censo Agro.

Os pequenos e médios estabelecimentos dominam o setor agropecuário no estado. A Bahia tem o maior número absoluto de pequenos estabelecimentos, com menos de 10 hectares: 436.396, o que corresponde a mais da metade do total (57,3%) no estado. Quando se agregam os estabelecimentos até 100 hectares, chega-se a cerca de 700 mil estabelecimentos, 92,0% do total previsto.

 

Supervisão de Disseminação de Informações – Bahia

Deixe um comentário usando sua conta do Facebook




Deixe um comentário usando o Formulário do Site