abr
16
2019

TANAJURA E DILERMANDO, DOIS ÓTIMOS ATACANTES

Ninguém vai mais duvidar que a dupla de área do Jequié é muito boa. Ontem em Itabuna, Dilermando e Tanajura salvaram seu time de uma derrota, quando resolveram jogar futebol no segundo tempo.

O Jequié não é mais líder, agora está com seis pontos, um atrás do Bahia. Mas, de qualquer forma, o empate contra o Itabuna foi um bom resultado, principalmente agora que só restam três partidas para o time do Jequié, duas na Graça e outra lá no Waldomiro Borges. Além disso, o clube estava tomando de 1 X 0 até os 36 minutos do segundo tempo e ninguém esperava mais o empate.

Agora uma coisa precisa ser melhorada no Jequié: seu meio de campo. Se o time perdesse, Maíca e Maneca poderiam ter sido apontados como responsáveis. No primeiro tempo, eles nada fizeram para ajudar o ataque e, quando recuavam para auxiliar a defesa, atrapalhavam os zagueiros. Chinezinho fez muita falta.

No Itabuna, o atacante Ronaldo mostrou que é o melhor do time. No próximo ano, ele deverá ter seu passe vendido. Gente boa não fica muito tempo no interior do Estado. Ronaldo fez o gol do seu clube, esteve bem durante a partida inteira e lutou sozinho contra a defesa adversária. Infelizmente, não tinha ninguém para lhe ajudar. Quando Miltinho entrou no jogo já era tarde. O Itabuna estava preocupado em não tomar gols e ficou com o time na defesa.

“O chute de Dilermando foi muito forte, Betinho foi certo no lance, mas não conseguiu segurar a bola. Tanajura entrou de cabeça. Resultado 1 x 1.”

O JOGO

O primeiro tempo foi todo do Itabuna. Parece que o Jequié entrou com muito medo de perder a liderança. Ronaldo levava perigo a todo momento. Se tem mais um bom atacante no Itabuna, o time teria vencido o jogo. Faria, pelo menos, uns três gols neste início de partida. A defesa do Jequié foi quem mais sofreu com a má atuação do seu meio de campo. Maíca não foi aquele mesmo jogador de outras partidas e Maneca não substituiu bem a Chinezinho. No ataque do Jequié, Dilermando e Tanajura só foram se entender no segundo tempo. Flori foi o mais fraco dos atacantes e Marco procurou ajudar na defesa. Aos 13 minutos, houve um escanteio contra o Jequié. O zagueiro Americano resolveu ir a frente tentar cabecear a bola. Quase que o Itabuna fez o primeiro, Edmilson salvou no canto direito. Jequié foi muito pouco ao ataque no primeiro tempo, ia fazendo gol com um tiro de Tanajura, que Betinho mandou para escanteio.

No segundo tempo a coisa mudou. O Jequié tinha tomado um gol, e teria que lutar muito para não perder a partida. Afinal de contas, o time é candidato a campeão do primeiro turno. Tanajura e Dilermando descobriram que não poderiam contar com a ajuda do meio de campo. Resolveram então buscar jogo na intermediária. Quando Dilermando recuava, Tanajura ficava na área.

O Itabuna, que tinha corrido muito no primeiro tempo, cansou no segundo e quase acabou perdendo a partida. Depois que o Jequié empatou a partida, o time se perdeu. Chuvisco, depois de Ronaldo, era o melhor em campo, mas chegou até a pedir para sair. Como o Itabuna dominou o primeiro tempo e o Jequié o segundo, o empate foi justo, o resultado não poderia ser outro. O Jequié fica na vice-liderança com seis pontos perdidos e ainda pode ganhar o turno.

“Faltavam nove minutos para terminar o jogo, a torcida já festejava a derrota do Jequié na Desportiva. Dilermando apanha a bola na intermediária, avança e chuta forte, o goleiro Betinho pega a larga, Tanajura completa de cabeça. A derrota do Jequié virou empate.”

OS GOLS

O Itabuna fez 1 X 0 aos 21 minutos do primeiro tempo. Houve um escanteio contra o Jequié, Ivo cobrou para Ronaldo fazer o gol de cabeça. Edmilson não teve culpa nenhuma. A bola foi no ângulo.

Só no segundo tempo, aos 36 minutos, o Jequié conseguiu empatar. Ninguém mais esperava. Dilermando recebeu na intermediária do Itabuna correu até a entrada da área e chutou forte, Detinho pegou e largou, Tanajura de cabeça conseguiu empatar.

FICHA

Jogo: Jequié 1 X Itabuna 1.

Local: Estádio da Desportiva Itabunense.

Juiz: Anivaldo Magalhães.

Auxiliares: Carlos Bandeira e Américo Chaves.

Times: Jequié – Edmilson, Caculé, Carlinho, Zé Augusto e Esquerdinha (Jurandir). Maíca e Maneca. Flori (Detinho), Dilermando, Tanajura e Marco.

Itabuna – Betinho Reizinho, Ailton, Americano e Caxinguelê. Chuvisco e Dantinho. Felisberto, Ronaldo, Carlão (Justo) e Ivo (Miltinho). (Matéria editada em jornal de Salvador-BA na década de 70).

Fonte: http://www.charlesmeira.com.br

Deixe um comentário usando sua conta do Facebook




Deixe um comentário usando o Formulário do Site