fev
10
2020

Visita técnica marca início para implantação de comportas nos canais de irrigação do Vale do Paramirim a jusante do Zabumbão

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) segue implementando melhorias para proteger mananciais e contribuir para o desenvolvimento sustentável. Na manhã do dia 06 de fevereiro de 2020, quinta-feira, uma equipe técnica esteve no município de Paramirim – BA, para visitar alguns locais às margens do leito do rio Paramirim. Participaram da visita o coordenador da CCR Médio São Francisco, Ednaldo Campos e o presidente do CBHPASO e coordenado-geral do Fórum Baiano de Comitês de Bacias Hidrográficas (FBCBH), Anselmo Barbosa Caires.

A previsão é que as obras de melhoria comecem já nos próximos dias. O objetivo é aperfeiçoar as comportas em regos de derivação do rio Paramirim. O trabalho vai abranger dezoito comportas em dezoito canais, todas a jusante da barragem do Zabumbão até a divisa com o município de Caturama. Os impactos dessas obras vão afetardiretamente aproximadamente 250 agricultores e 2.000 pessoas indiretamente, em uma área de cerca de 800 hectares de produção agrícola. Esta obra foi demandada pelo CBHPASO através da Câmara Consultiva Regional do MédioSão Francisco e autorizada pelo CBHSF.

O coordenador da CCR Médio São Francisco, Ednaldo Campos, ressaltou a importância do investimento para uma gestãoracional dos recursos hídricos, diminuindo o desperdício e fazendo uma melhor distribuição da água aos usuários. Ednaldo frisou que a área em questão está inserida no Semiárido nordestino, que tem recursos hídricos escassos.

A obra foi licitada no valor de R$ 263.751.33 (duzentos e sessenta e três mil, setecentos e cinquenta e um reais e trinta e três centavos), e será executada pela empresa LOCALMAQ LTDA. O prazo para execução dos serviços está previsto para noventa dias.

Para o presidente do CBHPASO, Anselmo Caires, “a obra irá disciplinar o uso da água de irrigação. É uma ferramenta para os irrigantes do Vale do Paramirim terem um melhor aproveitamento dos recursos hídricos disponíveis para as suas atividades”.

Atualmente, as estruturas das comportas em regos de derivação do rio Paramirim são muito precárias, o que dificulta o controle da liberação de água e restringe as boas práticas de eficiência e economicidade na derivação da água para atendimento aos irrigantes. O melhor controle operacional será um fator de redução do consumo de água e possível ampliação da oferta, diminuindo as possibilidades de conflito entre os usuários.

Após a execução das obras, com o melhoramento das comportas em regos de derivação do rio Paramirim, é esperado suprir a demanda atual de água por parte dos irrigantes instalados no vale com uma quantidade menor.

Assessoria de Comunicação CBHSF:
TantoExpresso Comunicação e Mobilização Social
*Texto e fotos: Luiz Carlos Cardoso

Fonte: https://cbhsaofrancisco.org.br

Deixe um comentário usando sua conta do Facebook




Deixe um comentário usando o Formulário do Site